Zazen

Conhecida também por meditação vazia, o zazen é a forma mais próxima da iluminação experimentada pelo Buda Shakiyamuni, sob a Árvore Bodhi, em Magadha. Em tempos remotos todas as tradições budistas realizavam a prática do zazen, que foi enaltecida pelo 28º patriarca, Bodhidharma, que da Índia levou essa prática para a China, mais precisamente para o Mosteiro de Shaolin.

No “País do Centro”, em torno do século VI da nossa era, o zazen era treinamento comum entre os monges que moravam nos mosteiros. Não obstante, com o fortalecimento dos vários ramos do budismo – denominados escolas ou tradições –, muitos deles acabaram dando importância menor à meditação e, por fim, abandonando-a. Entre as escolas que enaltecem a prática da meditação, as mais rigorosas são as da linhagem Zen.

Outrora na China existiram cinco escolas Zen. No Japão, três são as escolas, entre elas a Soto Zen, a que mais dá importância à prática do zazen. A respeito disso, o fundador dessa escola, Eihei Dogen, escreveu o antológico tratado Fukanzazengi (普勧坐禅儀), sobre a forma de se praticar o zazen. O ensinamento de Dogen a respeito da prática é sintetizado pela expressão shikantaza (只管打坐), que significa “apenas sente-se”.

IMG_0612

Praticante fazendo zazen no tan.
(Foto: Mauricio de Paiva)

Participando do Zazen no Templo Busshinji

Instruções de zazen para iniciantes: Quartas e sábados, às 18h00.

Além das orientações sobre a postura e respiração, o iniciante também recebe instruções sobre diversos outros procedimentos, como a maneira de se conduzir dentro do templo e do recinto de meditação.

Pedimos atenção aos seguintes avisos:

  • Chegar com 15 minutos de antecedência.
  • O ingresso após o início não será tolerado.
  • Vestir roupas folgadas , de tecido flexível, de cor escura, se possível pretas.
  • Não trajar saia, bermuda, calça jeans, decotes ou camisetas regatas.
  • Não é necessário inscrever-se previamente.
  • Embora não haja custo estipulado, a todos que puderem pedimos  que façam uma doação para custear este espaço e sua comunidade.
  • A meditação é dividida em períodos de 40 minutos. São feitos dois períodos, entre os quais pratica-se kinhin (meditação caminhando) por dez minutos.
  • Todas as práticas têm duração de 1h30 a 2h e devem ser feitas do começo ao fim.

 

 

Demais horários

Antes de participar nos outros horários de zazen, pede-se que cada praticante venha pelo menos três vezes nas sessões de iniciantes às quartas e sábados, 18h e que aprenda a sentar-se no tan (uma plataforma para zazen, como na foto acima). Não há nenhum tipo de instrução nestes horários.

Atentar-se que o zazen da manhã (6h) é composto de um único período de uma hora seguido de uma cerimônia. Se desejar participar, trazer um par de meias brancas.

Horarios Zazen

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Saiba mais: